TJD SP promete posicionamento na terça feira sobre Corinthians x Palmeiras
TJD SP promete posicionamento na terça feira sobre Corinthians x Palmeiras

Presidente do tribunal, delegado Antonio Olim ainda não formalizou as denúncias

Está previsto para terça-feira o posicionamento do TJD-SP (Tribunal de Justiça Desportiva) sobre as confusões no Dérbi do último domingo, pela primeira final do Paulistão.

Por telefone, o delegado Antonio Olim, que preside o órgão, comunicou à reportagem sobre o novo prazo para formalização das denúncias da Procuradoria.

No jogo em que o Palmeiras venceu o Corinthians por 1 a 0, em Itaquera, Clayson (Corinthians) e Felipe Melo (Palmeiras) foram expulsos durante confusão. O jogador do Corinthians ainda disse depois da partida que o árbitro Leandro Bizzio Marinho estava mal intencionado.

Na súmula, o juiz relatou que o corintiano recebeu vermelho “por desferir dois tapas com força excessiva em seu adversário […] sendo que o primeiro acerta o braço direito do mesmo, e o segundo não o atinge.” Já Felipe Melo foi excluído do clássico “por revidar à agressão sofrida pelo seu adversário […] segurando o mesmo pelo pescoço utilizando de força excessiva”.

O árbitro também disse que o fiscal da partida, Sidney Roberto da Silva, o avisou que um copo foi arremessado em campo enquanto Felipe Melo descia para o vestiário. Segundo ele, no mesmo local também houve cusparadas e pipocas arremessadas nos palmeirenses na saída para o intervalo e ao final da partida.

Bizzio ainda relatou um episódio na saída para os vestiários:

– Fui informado que, após o término da partida, enquanto as equipes se dirigiam aos vestiários, na rampa de acesso, houve uma discussão entre o atleta da equipe mandante Sr. Lucca Borges de Brito e o auxiliar técnico da equipe visitante Sr. Roberto Lampert Ribas, onde ambos precisaram ser contidos por pessoas que estavam próximas no momento do ocorrido. Ressalto que, além da informação feita pelo fiscal, o mesmo mostrou-me o vídeo do fato acima descrito.

O Corinthians também pode ser julgado por conta dos sinalizadores que foram acesos nos minutos finais do Dérbi, no setor Norte da arena. O árbitro também relatou o ocorrido na súmula da final.

O jogo de volta da final do Campeonato Paulista está marcado para o próximo domingo, às 16h (de Brasília), na arena do Palmeiras. O empate dá o título ao clube alviverde. Uma vitória alvinegra por um gol de diferença leva a decisão para os pênaltis.

Fonte: Globo Esporte