Foto: Flickr/Palmeiras Oficial

Roger Machado já deixou claro que a excursão do Palmeiras à América Central será determinante para mudanças na equipe e, para o goleiro Fernando Prass, o período de jogos será ainda mais importante.

A primeira partida do Verdão no Campeonato Brasileiro após a pausa para a Copa do Mundo acontece no dia 19 de julho, contra o Santos, no Pacaembu. E no clássico, Jailson está suspenso e precisará dar lugar a Prass ou Weverton.

O cartão vermelho recebido pelo atual titular coincide com o período de fortes críticas recebidas por ele da torcida. Indiscutivelmente, o camisa 42 falhou em três dos últimos quatro gols sofridos pelo Maior Campeão do Brasil – diante de São Paulo, Ceará e Flamengo.

Por sua vez, Fernando Prass teve até o nome gritado pelo público presente no Allianz Parque em seu último duelo, contra o Junior Barranquilla, pela Copa Libertadores, no momento em que o placar, que terminou 3 a 1 para o Alviverde, ainda marcava 1 a 0 para o time brasileiro.

A atuação deixou a imagem de que talvez o goleiro tenha retomado a forma que o transformou em ídolo do Palestra e o levou a Seleção Brasileira de Tite. Para retomar a titularidade diante do Santos, porém, é preciso que Fernando Prass se recupere de uma inflamação no joelho que o tirou dos últimos treinos da equipe.

Além disso, o atleta de 39 anos, com contrato até o final desta temporada, ainda precisa superar a concorrência de Weverton. Apesar de não ter estabelecido publicamente, Roger Machado faz um rodízio entre seus goleiros reservas.

Fonte: Gazeta Esportiva