Crédito: Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Um mês após ser demitido do comando técnico do Palmeiras, o técnico Roger Machado concedeu uma entrevista ao programa “Cardápio do Zé”, da GaúchaZH, e falou sobre a demissão do Verdão, admitindo, inclusive, que foi pego de surpresa com a decisão da diretoria palmeirense tomada logo após a derrota para o Fluminense, por 1 a 0, no Maracanã.

De modo geral, a ideia do clube era interromper um trabalho que nas três competições em andamento, havia se classificado como primeiro geral às oitavas da Libertadores, passado das oitavas da Copa do brasil e que estava entre sexto e sétimo no Brasileirão. Com 66% de aproveitamento, o clube entendeu que era necessária a troca pela instabilidade do momento. De certa forma estamos acostumados com estes revezes no futebol, mas fui pego de surpresa”, disse Roger Machado.

Por se sentir parte importante do Palmeiras nesta temporada, Roger Machado garantiu que segue na torcida pelo clube. “No futebol brasileiro você pega um trabalho e começa do zero. você pega o legado de alguém. Talvez não do ponto de estratégia, mas tático ou de escolhas.”

Quando substitui o Felipão no Grêmio, todos os jogadores jovens que utilizei, tinham sido selecionados pelo Felipão. Talvez a inexperiência deles tenha causado a instabilidade que causou a saída do Felipe do cargo. Se tivesse neste processo, talvez aconteceria a mesma coisa. Ele deu experiência para muitos jovens que utilizei depois. Criterioso como é, sabia que o Felipão teria feito um bom trabalho. Não tenho dúvida que no futebol brasileiro trabalhamos a várias mãos. É a sucessão de um trabalho anterior”, completou o treinador.

Fonte: Torcedores.com