Seguro: Palmeiras não teme assédio e mantém confiança em permanência de ídolo

305
0
Crédito: Jales Valquer/ Fotoarena

Até aqui, dia 2 de janeiro, o Palmeiras conseguiu passar ileso do tradicional assédio externo aos elencos campeões no Brasil. O Corinthians de 2017, por exemplo, sofreu um grande desmanche no ano seguinte, panorama que a cúpula alviverde quer evitar a todo custo. Atualmente, um dos pilares para o sucesso do Verdão em 2018 está no radar de diversos clubes estrangeiros, mas o Palmeiras trata sua permanência como fato consumado.

De acordo com o ​UOL Esportesos dirigentes palmeirenses não estão preocupados com as sondagens de clubes e seleções ao comandante Luis Felipe Scolari, pelo fato do treinador já ter garantido que seu foco está na Academia de Futebol para 2019. Com objetivo claro de erguer a ​Copa Libertadores, o veterano não pensa em novos rumos tão cedo.

Desde o encerramento oficial do calendário nacional, ao menos três destinos foram reportados como possíveis para Felipão, pelas respectivas imprensas locais: a Seleção da Colômbia, o Boca Juniors e um clube chinês, não divulgado. Nenhum dos interesses evoluiu, pelo desejo do comandante em seguir em terras tupiniquins.

Uma das evidências de que o comandante não pensa em deixar o clube é a sua participação ativa no planejamento para 2019. As chegadas dos atacantes de velocidade, Carlos Eduardo e Felipe Pires, foram pedidos especiais do próprio. ​A aquisição de Marcos Rocha em definitivo, também. O contrato de Felipão com o Palmeiras é válido até dezembro de 2020.

Fonte: 90 minutos